REBLOG ·
LIKE
· 61260 NOTES
REBLOG ·
LIKE
· 4397 NOTES
REBLOG ·
LIKE
· 22410 NOTES
Um dia eu ainda vou te abraçar e dizer: Caramba, finalmente.
Tati Bernardi.  (via alentador)

(Source: suavizou)

REBLOG ·
LIKE
· 18499 NOTES
REBLOG ·
LIKE
· 4995 NOTES
Sorria a vida é bela.

(Source: tofacim)

REBLOG ·
LIKE
· 166 NOTES
REBLOG ·
LIKE
· 19198 NOTES
REBLOG ·
LIKE
· 7013 NOTES
O nosso infinito, por mais pequeno que seja, é maior que todos.
Gabriel Oliveira.  (via a-interrogada)

(Source: subtraido)

REBLOG ·
LIKE
· 8443 NOTES
REBLOG ·
LIKE
· 63330 NOTES
REBLOG ·
LIKE
· 11547 NOTES
Por isso, sou a favor do jogo limpo. Se uma coisa te feriu e te machucou, diz. Se uma coisa ficou entalada na garganta, cospe. Se uma coisa tá incomodando, tá te apertando, tira. A vida fica mais simples assim.
Clarissa Corrêa.  (via revejo)

(Source: classificar)

REBLOG ·
LIKE
· 44123 NOTES
Quando eu estou chateado não fico mal humorado, ou melancólico, ou com raiva. Quando estou chateado só fico quieto.
PC Siqueira.    (via desalentou)

(Source: conjulguei)

REBLOG ·
LIKE
· 123107 NOTES
O ser humano gosta de complicar as coisas, é só uma brisa, quem sabe ela bagunce teu cabelo, quem sabe te acaricie o rosto, quem sabe, quem sabe.
Dom Casmurro  (via segredou)

(Source: odeio-odiar-voce)

REBLOG ·
LIKE
· 42306 NOTES
Em meio de tantos casais, nós não seríamos o casal mais destacado da cidade. Seríamos aquele casal formado por idiotas que tem a missão de fazer o outro rir. Eu seria aquela que acordaria às onze da manhã para passar o dia vendo o seu sorriso, sem reclamar do sono. Nossa cama ficaria a tarde inteira bagunçada. Do lado esquerdo dela, estaria aquele ursinho de pelúcia que um dia você me deu. Do direito, seria onde nós iríamos dormir. Não ficaria brava por ter que levar o café pra você quando acordasse. Iríamos andar por aí, sem rumo definido. Tiraríamos fotos e as colaríamos nas paredes do nosso quarto. Eu iria usar a sua camisa, enquanto você usasse o meu sutiã por cima da blusa para me fazer rir. Iria sentir ciúmes de todas as pessoas que conversassem contigo. Mas no fundo, sempre saberia que você estaria pertencendo a mim. Veríamos o mar, agarradinhos. Um esquentando o outro, enquanto o sol estaria se pondo. Você sempre brincaria comigo, me imitando na TPM. Você disputaria comigo para ver quem iria fazer compras no supermercado, e acabaríamos indo juntos. Nossos filhos? Ah, eles seriam lindos. Um menino e uma menina. A menina seria mais parecida com você, com aquele jeito de rir de tudo. Passaríamos a maior parte do tempo discutindo sobre as cores das paredes da casa, ou sobre quem teria que trocar as fraldas dos bebês. Sempre chamaríamos uma babá para cuidar das crianças nos sábados a noite, enquanto sairíamos para jantar, ou pra ver algum filme no cinema. Estaríamos sempre juntos, apesar de tudo. Lembraríamos-nos de como a nossa história começou, e a contaríamos para todos, mesmo sabendo que eles já haviam a decorado de tanto ouvi-la. Você cantaria a nossa música pra mim, enquanto eu encararia nos seus olhos. Compartilharíamos segredos, como todas as outras vezes que fizemos isso. Eu seria seu bebê, sua pequena, seu anjinho. Você seria o meu herói eterno. E quando perguntasse como nós nos conhecemos, eu faria questão de contar detalhe por detalhe, incluindo o modo de como meus olhos brilharam quando te viram pela primeira vez. Já imaginou, anjo? Seríamos um casal e tanto. Eu com todas as minhas crises de ciúmes, não deixaria você chegar perto de nenhuma garota que não fosse eu. Você com seu senso de humor faria qualquer palhaçada para me arrancar um sorriso. Obrigaria-te a ver aqueles filmes românticos que te irritam tanto, e te abraçaria quando estivesse com frio. Naqueles dias que eu acordasse de mau humor, reclamando de tudo, você apenas me beijaria, e sussurraria no meu ouvido o quanto me acha linda, mesmo sabendo que eu não acreditaria. Você me jogaria na piscina, e eu te puxaria junto. E também haveria aqueles dias chuvosos, que passaríamos brincando um com o outro. Você poderia ser tudo… meu travesseiro, meu cobertor, meu ursinho de pelúcia, minha proteção. Você poderia ser aquele brinquedo que tanto me faria sorrir, como se eu fosse uma criança de cinco anos. Você inventaria de cozinhar, mas sempre resultaria em pizza. Chamaríamos as crianças para comer, e depois iríamos colocá-las para dormir. Passaríamos a noite deitados na cama, assistindo TV. Quando o sono estivesse chegando, eu lhe daria mais um beijo e minutos depois já estaria cochilando. Acordaria de madrugada para dizer que estaria sentindo a sua falta. Haveria algumas brigas também, mas elas sempre acabariam em você me roubando um beijo, e eu te chamando de bobo. Eu poderia cuidar de ti para sempre. Chamaria-te de idiota, chato, lerdo, mas no final admitiria que não soubesse viver sem você. Decoraria todas as suas manias, e te diria o quanto seu sorriso é o mais bonito de todos.
Jhennifer Werneck (via segredou)
REBLOG ·
LIKE
· 1902 NOTES
THEME